DE TUDO VAI ROLAR

Viver e Curtir a cidade, gastando pouco ou quase nada! (By Ney Mourão) Siga o instagram: blogdetudovairolar – Aos Sábados, às 10h, 14h, 16h e 18h, dicas nacionais, pela RÁDIO 107 Ativa na Web (Baixe o aplicativo na Play Store ou ouça em https://www.radios.com.br/aovivo/107-ativa/65889)

Sala Humberto Mauro exibe Mostra Era dos Extremos. Programação vai até dia 21 de novembro.

Cine Humberto Mauro apresenta, até 21 de novembro, a mostra Era dos Extremos, que reúne 30 obras que contextualizam a II Guerra Mundial, considerada como o evento mais traumático da sociedade moderna, e que influenciou inúmeras produções cinematográficas. A programação é diversa, e conta com longas e curtas-metragens considerados clássicos e também algumas raridades que abordam, principalmente, a ascensão dos regimes totalitários na Alemanha e Itália.

Adeus meninos

Adeus, meninos – clássico de Louis Malle – é um dos filmes da Mostra.

“Era dos Extremos” reúne na programação filmes clássicos como Casablanca (1942), de Michael Curtiz, O Ovo da Serpente (1973), de Ingmar Bergman, O Grande Ditador (1940), de Charles Chaplin, e Roma, Cidade Aberta (1945), de Roberto Rosselini, que foi filmado em locações reais. Também, entre os destaques da mostra está Arquitetura da Destruição(1989), documentário que aborda a estetização da política pelo Partido Nacional Socialista Alemão e como o empenho em criar o Ideal Ariano levou ao extermínio de milhões, provocando a ascensão de Hitler por meio da imagem e da comunicação de massa.

No longa Katyn (2007), outro destaque da mostra, a personagem principal acompanha Anna, que aguarda na companhia da filha o retorno do marido, Andrej. Os soviéticos informam que os poloneses foram assassinados pelos nazistas na floresta de Katyn, mas o diário de Andrej conta uma história diferente. Destaca-se, também, Amacord (1973), filme de Federico Felini sobre o cotidiano de sua própria cidade, Rimini, por meio de diversos personagens e acontecimentos, em meio ao fascismo.

O título da mostra faz referência ao livro homônimo de Eric Hobsbawm, renomado historiador inglês que analisa os eventos, fatos econômicos, sociais e culturais do século XX. Assim como a mostra do Cine Humberto Mauro, a obra amplia o conceito de “extremo”, contrapondo a visão bipolar do mundo apreendida pela sociedade nesse período. Para além dessa divisão entre Estados Unidos e União Soviética, democracia e fascismo, reside também nos extremos todo o contraste entre a riqueza e a pobreza, o poder econômico e o desenvolvimento social, o progresso e a barbárie.

Confira a programação completa.

Confira a sinopse dos filmes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 9 09America/Sao_Paulo novembro 09America/Sao_Paulo 2018 por em Cinema e marcado .
%d blogueiros gostam disto: