DE TUDO VAI ROLAR

Viver e Curtir a cidade, gastando pouco ou quase nada! (By Ney Mourão) Siga o instagram: blogdetudovairolar – Aos Sábados, às 10h, 14h, 16h e 18h, dicas nacionais, pela RÁDIO 107 Ativa na Web (Baixe o aplicativo na Play Store ou ouça em https://www.radios.com.br/aovivo/107-ativa/65889)

Divagações sobre “ser de um bloco de Carnaval”

(Texto: Ney Mourão)

Um bloco de foliões, apesar de trazer pra si os princípios que definem a palavra, como massa, volume, coisa compacta, reunião, aglutinação, conjunto, é muito mais que isso. Para que um bloco seja realmente um bloco e não apenas um ajuntamento de seres humanos saltitantes, ele precisa de alma, poesia, vibração. Não se faz um bloco apenas com bateria, trio, fantasias.

Faz-se um bloco com corações que se percebem comuns e que, por isso, se atraem. E só vale a pena estar em um bloco se algo faz com que nosso coração bata mais forte. É como cheiro de carro novo, toque aveludado da mão de quem você sonha namorar há tempos, sorriso do seu filho, botar o pé na água do mar depois de meses, assoprar bolha de sabão para seu cachorro brincar. 1392121126354497Você pode pular em um bloco, mas para fazer parte dele você precisa reconhecer outros corações numa sintonia indescritivelmente convocatória. Um bloco constrói-se aos poucos, mas também pode te atravessar os sentidos, numa esquina de avenidas, como uma onda que vai te arremessar pra sempre para um lugar além deste em que você está, todos os dias. E você vai gostar, de qualquer jeito, seja algo suave, carinhoso, bondoso e sutil ou seja assim, arrebatador, forte, com aquela pegada que te leva ao clímax.

Um bloco é algo sedutor. E o que seduz, você tenta explicar em palavras, mas sabe que elas são poucas. Volta e meia, elas se confundem com memórias. Vez ou outra, se misturam com crenças. Quase sempre lhe desperta sorrisos e lágrimas. Se um bloco lhe deixa indiferente, desfaça-se do vínculo, dessa massa compacta. Deixe-se quebrar em vários, para que se descubra em outro. Bloco é ímã, meu caro. É afago, é beijo, é língua tremendo no céu da boca. Bloco passa e lhe leva – e você deixa pra trás, na bruma do esquecimento, nem que seja por algumas horas, minutos, segundos, aquela aflição medonha do monstro debaixo da cama. Bloco é confiança e entrega. Por isso, vira massa. É cada vez mais festa. Nele, o tempo passa, mas as horas são negadas, a gente sempre quer ficar mais e sempre torce pra que o dia pare, ali.

Vínculos de um bloco, quando se atinge a pertinência, são eternos. Você pode até nunca mais ver aquele amigo folião, aquela colombina que segurou sua mão, aquele Pierrot tão lindo que lhe roubou um beijo. Mas ninguém vai roubar de você a lembrança daquele momento. Ficará ali, no canto que é seu, bloco maciço de presentes da alma, indissolúvel e belo.

Se você nunca sentiu nada disso, recomendo que saia, neste Carnaval, pra vivenciar essa onda. Mas saia de coração aberto, despudorado, sem desconfianças. Braços preparados pro abraço e mãos e mentes desprovidas de armas. Se tem medo da entrega, vá lá e apenas pule, ser humano saltitante em busca de alívio. Mas se quer mesmo “ser do bloco”, permita-se viver o pertencimento. Mate certezas e barreiras. Abra-se, deixe que o instrumento mais lindo do mundo entre na bateria alucinada do ritmo: seu coração. Pode ter certeza: você não vai se arrepender!

 

Anúncios

Um comentário em “Divagações sobre “ser de um bloco de Carnaval”

  1. serjao
    8 08America/Sao_Paulo janeiro 08America/Sao_Paulo 2018

    tive que copiar mais uma vez

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 19 19America/Sao_Paulo fevereiro 19America/Sao_Paulo 2018 por em Carnaval 2017, Opinião e marcado , , , .
%d blogueiros gostam disto: