DE TUDO VAI ROLAR

Viver e Curtir a cidade, gastando pouco ou quase nada! (By Ney Mourão) Siga o instagram: blogdetudovairolar – Aos Sábados, às 10h, 14h, 16h e 18h, dicas nacionais, pela RÁDIO 107 Ativa na Web (Baixe o aplicativo na Play Store ou ouça em https://www.radios.com.br/aovivo/107-ativa/65889)

Mostra de Cinema grátis: Cultura, Arte e Poder

orestes-1024x481-740x480

Orestes, de Rodrigo Siqueira – um dos filmes da Mostra

Com curadoria de Sávio Leite e do Grupo Oficcina Multimédia, a mostra trata de semelhanças e especificidades da linguagem audiovisual em filmes que dialogam no eixo da cultura, da arte e do poder. Serão exibidos curtas e longas-metragens de jovens emergentes talentos e consagrados diretores cinematográficos brasileiros. Com ENTRADA FRANCA – retirada de ingressos 30 minutos antes de cada sessão. O evento terá exibições na Sala Humberto Mauro do Palácio das Artes, no Centro Cultural Banco do Brasil e no Sesc Palladium.

Veja todos os detalhes da programação:

Longas
BRANCO SAI, PRETO FICA – Ardiley Queiroz – 93´- 2014
Um Baile Black. Tiros e repressão. Uma geração amputada.

Brasil S/ A – Marcelo Pedroso – 71´- 2014
No Brasil dos últimos 500 anos, Edilson esteve cortando cana-de-açúcar. Um dia, as máquinas chegaram e ele deixou o corte para se engajar em sua primeira missão espacial. Um pequeno passo para ele, um salto enorme para o Brasil.

Filme sobre um bom fim – Boca Migotto – 88´- 2015
Filme sobre um Bom Fim retrata o movimento jovem que ocorreu em Porto Alegre nos anos 80. O tradicional bairro Bom Fim foi o epicentro de uma transformação cultural fundamentada no surgimento do rock gaúcho, do cinema urbano, das experimentações na televisão e do teatro de rua, que caminharam lado a lado com outra expressões culturais do periodo, em cidades como Brasília, Rio, Salvador e São Paulo. O mundo era um antes do anos 80, então, tudo mudou.

Orestes – Rodrigo Siqueira -93´- 2015
A filha de uma militante política traída e executada, uma defensora da pena de morte e uma enfermeira que lida diariamente com o resultado da violência são alguns dos personagens que se confrontam nesta reflexão sobre os mecanismos da justiça.

Outro Sertão – Adriana Jacobsen e Soraia Vilela – 73´- 2013
“Outro “Outro Sertão” é um documentário sobre a estada de João Guimarães Rosa na Alemanha nazista. O filme resgata a experiência do então vice-cônsul em Hamburgo entre 1938 e 1942. Através de seus escritos, bem como de imagens de arquivo da época, documentos, testemunhos de pessoas que o conheceram e uma entrevista inédita com o próprio escritor, o documentário revela novos aspectos de sua biografia.

Curtas 01 – 61´
ARACA, o samba em pessoa – Alequis Eiterer – 20´- 2014
Aracy de Almeida, uma das maiores cantoras do Brasil e a jurada implacável dos programas de auditório. Entre essas duas marcas há muito mais.

DIÁRIO DE NOVAS LEMBRANÇAS – João Pedro Oct – 13´ – 2014
Alguém, que não se lembra de seu passado e captura lembranças dos sonhos de outras pessoas, decide escrever um diário por medo de perder novamente suas memórias. Uma fábula sobre a imaginação.

MATER DOLOROSA – Daniel Caetano e Tamur Aimara – 12´ – 2014
Em abril de 2014, uma operação policial na favela do Pavão-Pavãozinho, no Rio de Janeiro, foi responsável pela morte do dançarino Douglas Silva, o DG. Mater Dolorosa acompanha a mãe de DG, Maria de Fátima da Silva, em alguns momentos do velório e do ato de protesto organizado no dia seguinte.

GRAÇA – Anna Clara Peltier – 16´- 2013
Graça é uma atleta de nado sincronizado que tenta superar o seu próprio corpo. Debaixo d’água, ela mergulha no seu mundo interior.

Curtas 02 – 60´
GUIDA – Rosana Urbes – 11´ – 2014
Guida, uma doce senhora que há 30 anos trabalha como arquivista no Fórum da cidade, tem sua rotina entediante modificada ao se deparar com um anúncio para aulas de modelo vivo em um centro cultural. Através da sensibilidade criativa da personagem, o filme propõe uma reflexão sobre a retomada da inspiração artística, a arte como agente transformador e o conceito do belo.

MIUDINHO – Cláudio Roberto e Gordeef – 4´ – 2013
No inicio havia apenas o ponto preto em um fundo branco. A partir desse momento novas possibilidades são abertas para ocupar o do espaço da tela bidimensional – novo preto e branco formas regulares sucesso em composições que gradativamente levam a linhas sinuosas e formas cinzentas. Em seguida, vem a explosão de formas coloridas que se misturam e transformam.

ARPOADOR de Ana Costa Ribeiro – 20´ – 2014
Antes de partir, minha mãe pediu que a levássemos ao Arpoador, área do Rio de Janeiro formada por uma grande pedra e pelo canto de uma praia. “Arpoador” significa “aquele que arpoa, que arremessa o arpão para pescar”. Dizem que o local foi batizado assim porque ali teria sido uma área privilegiada para a pesca de baleias.

E.T.ÍLICO de José Araripe Jr. e 1berto Rodrigues -3´ – 2014
Um adolescente de outra galáxia vive um rito de passagem na Terra.

Esculacho – Marcelo Reis – 22´- 2013
Um conflito auditivo no transporte público das grandes cidades do sudeste brasileiro: a popularização de dispositivos sonoros portáteis, o desconhecimento de espaço público e o Funk.

Curtas 03 – 83´
Marcatti – Arthur B. Senra e Sávio Leite – 7´- 2015
Um pouco sobre Francisco Marcatti Jr, o quadrinho underground brasileiro mais premiado.

VIDA – Gordeef – 3´ – 2014
Uma reflexão sobre a vida, ilustrada e inspirada por jogadas de futebol. É uma obra ficcional, sem qualquer vínculo documental ou com a realidade

GERU – Fabio Baldo – 23´- 2014
Em seu aniversário de 100 anos, Zé Dias decide confiar sua vida à uma câmera.

E – Alexandre Wahrhaftig, Helena Ungaretti e Miguel Antunes Ramos – 17´- 2014
Estacionamento. Es-ta-cio-na-men-to. Do latim, statio. Ficar de pé, ficar parado.

O DIPLOMATA – Fábio Carvalho / Flávia Barbalho /Isabel Lacerda – 33´- 2015
Enquanto servia à embaixada brasileira na cidade de Sydney, Austrália, o diplomata brasileiro Arnaldo Carrilho, homem pensador e dotado de profunda cultura, falecido no ano de 2013, fala sobre vários temas com destaque para o cinema, área com a qual se relacionou intimamente através do contato com os principais artífices do movimento cinema Novo no Brasil.

PERSPECTIVA JOSÉ SETTE
Um Filme 100% Brazileiro – 84´- 1985
(Premiado no I Rio Cine Festival como melhor produção e melhor linguagem cinematográfica. Premiado no I Festival de Cinema de Fortaleza com melhor cenografia. Convidado para o Festival de Cinema de Berlim, na Alemanha em 1987)

Amaxon – 77´ – 2009
AMAXON é um manifesto poético de longa metragem sobre a arte da criação em um mundo desequilibrado, perdido, sufocado e desesperado. É um filme dos significados e dos significantes mais profundos do ser e do não ser.

Perspectiva 1
Um sorriso por favor: o mundo gráfico de Goeldi – 21´- 1981
Documentário sobre Osvaldo Goeldi, famoso gravador e artista carioca que tem a sua arte pontuada pelo cinema expressionista alemão. Goeldi, desenhista, gravador e professor. premiado com o melhor filme e melhor montagem – Rogério Sganzerla – no Festival de Cinema de Brasília de 1982 — este filme foi convidado para o Festival de Cinema de Oberhausen, na Alemanha em 1983.

Holandês Sonhador – 17´- 1987
Filmes-vídeo de minhas viagens a Europa – Amsterdam, os seus canais e o museu onde estão as obras de Vincent Van Gogh.

Memórias Sentimentais – 10´ – 2014
Curta de poesias e invenções

Monólogo Mnemônico – 10´30” – 2012
Reflexões de uma vida

Perspectiva 2
Encantamento de Guarnieri – 36´- 1999
Poema cinefônico onde se entrelaçam dança, artes plásticas, documento histórico e a grande musica de Camargo Guarnieri.

Sette Sétima Arte – 28´20” – 2014
Curta metragem de entrevista com cineasta Jose Sette

História Permanente do Cinema – Cine Humberto Mauro 04/02 as 17h
Cidadão Kane – Orson Wells – 120´- 1941 – EUA
O longa conta a ascenção de um mito da imprensa americana. De garoto pobre do interior a magnata do império do jornalismo e da publicidade mundial. Inspirado na vida do publicitário William Randolph Hearst.

PROGRAMAÇÃO POR ESPAÇO

CINEMA PROFESSOR JOSÉ TAVARES DE BARROS • SESC PALLADIUM •

27/01 • quarta-feira • 16h – Jose Sette – Perspectiva 1 – 18h Um filme 100% Brazileiro – 20h debate com o diretor José Sette.
28/01 • quinta feira • 16h – Perspectiva 2– 18h Amazon- 20h Um filme 100% Brazileiro

CINE HUMBERTO MAURO – PALÁCIO DAS ARTES – 06 de fevereiro e 08 a 12 de fevereiro*

29/01 • sexta-feira • 17h: BRANCO SAI, PRETO FICA • 19h: Brasil S/ A • 21h: Filme sobre um bom fim.
30/01 • não haverá programação.
31/01 – Domingo • 16h: Curtas 1 • 18h: Curtas 2 • 20h: Orestes
01/02 • segunda feira – 17h: Curtas 03 • 19h: Outro Sertão • 21h: BRANCO SAI, PRETO FICA
02/02 • terça-feira • 17h: Filme sobre um bom fim.• 19h: Curtas 01 • 21h: Orestes
03/02 • quarta-feira • 17h: Curtas 02 • 19h: Outro Sertão • 21h: Um filme 100% Brazileiro
04/02 • quinta-feira • 17h: Cidadão Kane (História Permanente do Cinema) • 19h: Amaxon • 21h: Perspectiva 01 José Sette
*No dia 30 de janeiro não haverá programação no Cine Humberto Mauro-Palácio das Artes.

CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil
03/02 – 15h – Orestes
04/02 – 19h –Curtas no CCBB
05/02 – 19h – Outro Sertão

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: